segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Heróis da Qualidade - Orientação aos Testadores


Pessoal,



em 2007 escrevi um post comparando a queda (infeliz) do avião da TAM em SP a desastres numa aplicação web. Desastres esses que podem ser evitados se, e somente se, medidas de segurança forem sempre verificadas, que no caso de uma aplicação web seria equivalente a realizar testes antes, durante e depois que aplicação estivesse no ar.

Alguns não entenderam o post-artigo que coloquei, mas mesmo assim foi u post de grande sucesso aqui no blog.

Dei em 2007 uma palestra em 2007 baseada neste mesmo post. Novamente alguns não entenderem e questionaram a importância do que colocava.

Nos seminários que dei ao longo de 2008, aproveitei a essência do queria passar no post em questão: realizar testes é algo que deve ser feito sempre, ao mesmo tempo que o testador deve estudar sempre e estar sempre preparado com novas técnicas e saber usar as que conheçe, exercitando-as sempre, de modo a estar sempre preparado para quando o o "teste acontecer".

Semana passada, novamente uma acidente aereo veio realçar aquilo que falei desde o início da polêmica e que não etenderam (ou não quiseram entender): um avisão foi forçado a pousar no meio do Rio Hudson em Nova York, por conta das duas turbinas terem sido atingidas por uma leva de passaros. As duas (caso raro) foram em pleno voo inutilizadas, logo após 3 minutos o avião levantar voo do aeroporto de LaGuardia.

Por mais que o avião estivesse inteiro, os sistemas (mecanicos) terem sido testados quando o mesmo estava em terra (é um procedimento default, através de um check list), e computador central estivesse ok ainda em terra, qualquer sistema está sujeito a acidentes, que no caso foi por conta de um fator externo de raríssimo caso. Mesmo quando as turbinas são atingidas (em geral, mesmo sendo um caso raro) o mácimo que acontece é uma das pás da hélice da turbina é se quabrar e mesmo assim não compromete a estabilidade do avião. O que acontece é chegar no próximo aeroporto esta pá que está quebrada ser substituida. O que aconteceu é um caso quase impossível.

Mas o mundo é feito de coisas "impossíveis", que um dia se sonhou que era realmente impossível. Mas alguém disse que era possível...

Mas o que salvou o avião? O piloto, que havia se preparado, estudado, estudado, estudado, treinado, treinado, treinado, treinado, treinado, treinado (não é erro de digitação). A qualificação do piloto era adequada a situação e o perfil do mesmo e a tomada de decisões por parte dele na hora do pouso foi única mas se sabia era possível. Sim, o piloto foi um heroi. Nenhuma vitima foi feita. Todos sairam vivos, com saldo 2 pessoas com início de hipodermia (haviam caido no rio cujas aguas estava em torno de 2 graus Celsius) e 1 pessoa com um membro quebrado e varios com arranhões. Mas todos sairam vivos.

O verdadeiro herói, se prepara, se prepara, estuda, estuda, estuda, estuda, estuda e não para se preparar.

Por isso oriento e alerto que os especialistas em testes devem estar sempre em estudo constante, e nunca se esqueçer de exercitar "lógica". Jogar um sudoku é exemplo disso.

Existem vários tipos de heróis, mas todos tem algo em comum. Estão sempre preparados, seja através da atitude, da coragem, ou da técnica. "Sully", apelido do piloto do Voo acima, uniu um pouco disso tudo. Após o acidente, muitos declararam, que o piloto estava calmo, sereno e arrumado. Parecia cena de cinema, onde pela calma demostrada pelo piloto compararam o piloto a um ator antigo de hollywood de nome "David Niven".

Se você, especialista em testes, estiver preparado, saberá se tornar um verdadeiro herói. Mesmo que não seja reconhecido, você terá sempre a consciência tranquila que fez o que era o certo. Vá sempre além, pois para que a aplicação que você tenha sempre uma boa Qualidade você precisa sair da acomodoção e tomar uma atitude. Se você vai se certificar, ok. Se você vai fazer um curso, ok. Se você vai assistir um seminário, ok. Se você você vai comprar um livro com finalidade de melhorar o qe você sabe, ok. Tome uma atitude. Não tenha medo. Mesmo que critiquem você e não o reconheçam e sejam injustos, saiba que o verdadeiro valor do que você vez, um hora aparecerá. Na minha opnião, ninguém pode evitar e nem negar o seu próprio destino, o que se faz no máximo é retardá-lo. Ficar de braços cruzados não leva a lugar nenhum, a não ser ficar parado no mesmo lugar.

Espero que finalmente, que todos tenham conseguido perceber a importância de se preparar corretamente antes de realizar uma tarefa.


Abraços a todos,

Leonardo Molinari
======================================
http://diariodaqualidade.blogspot.com/

3 comentários:

Nana disse...

Pena que se a gente joga sudoku em um momento de ociosidade no trabalho, pega mal. :(
hehehe

Ana Paula disse...

Vi em um post seu uma crítica a erros de português...

Verifique a escrita de "esqueçer".
Para CE e CI o C não usa cedilha.

[]'

Leonardo Molinari disse...

Ana Paula,

muito obrigado pela observação ortográfica. Essa passou pelo corretor.

Obrigado,

Leonardo Molinari