quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Análise do Impacto da Crise Mundial em Testes



Pessoal,



nos EUA, e boa parte do mundo, segundo levantamento que fiz, uma parte de testadores está sendo demitida para cortar custos em TI, porque na prática o trabalho dos testes está sendo absorvido em grande parte pelo desenvolvedores que conheçem o código. Isto é preocupante.

Aqui no Brasil e na maior parte do mundo, está sendo sentido menos em testes e mais em TI como um todo, porque muitas empresas estão detonando os subcontratados, que estão em sua maioria terceirizados e dependem de projetos. A preocupação é que estes mesmos terceirizados acabam absorvendo muito do negócio e acabaram virando "quase funcionários". Na rádio CBN no RJ ouvi outro dia uma carta que foi lida que havia sido enderessada por um ouvinte nesse caso. O corte de custos começou em TI forte nos terceirizados. Essa crise mundial ainda vai dar o que falar...

Mas acredito que existe saída em testes que possa ajudar as empresas: inovação. Sim, inovação com novas técnicas e estratégias podem ajudar a todos. Um exemplo prático meu, é uma estimativa para automação de testes que criei a uns 4 atrás e esperava o momento de publicar... Em breve ela estará sendo publicada, pois acredito que será útil a todos nestes momentos difíceis.


Um abraço a todos,


Leonardo Molinari

==================================
http://diariodaqualidade.blogspot.com/
==================================

2 comentários:

José Correia disse...

Caro Molinari,

Tenho uma expectativa positiva dos efeitos da Crise Financeira Mundial.

Teste de Software é uma área que se alimenta de problemas, foi assim com o aumento da complexidade com o advento da Internet e com o Bug do Milênio.

Não digo que será tranquilo ou indolor, contudo acredito que nos levará a evoluir e expandir.

O artigo que exponho esta opinião está publicado no TestExpert, em http://www.testexpert.com.br/?q=node/1155

[]s

José Correia

patiaraujo disse...

Molinari,

Pode ser que em outras cidades do Brasil a crise não tenha afetado a área de teste, mas em Porto Alegre afetou sim. As empresas estão esperado as reações do mercado para se "mexerem" estrategicamente. O que nos resta é esperar o andamento dos acontecimentos.

Até mais,

Patrícia